terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

"Eu descobri que preciso ir, porque você depositou todos os seus medos em mim e eu não consigo carregar sozinha. Se eu quiser ir lá na esquina, você vai me segurar e eu não quero mais cordas.
Eu preciso aprender a lidar com os meus medos e você com os seus. Não posso viver pisando devagar por causa das suas inseguranças, quando o que eu quero é correr.

Vou na esquina descobrir novas cores e brilhar os meus olhos. Quero sentir mais coisas bonitas porque quando a gente fica parado a gente sente muito pouco. Todo mundo precisa andar para sentir as coisas diferentes. Ás vezes nem andar adianta porque em alguns momentos é necessário arriscar, sair, ou agir, para simplesmente sentir algo.

E o sair, e até mesmo o sentir, é tão difícil, sabe? Abrir a porta é destruir todos os muros que a gente cria para se proteger.

Estou abrindo a minha porta e volto daqui a pouco pra você saber que eu volto pra casa. Abra a sua porta e me veja saindo e voltando pra tentar acabar com os seus muros.

Eu sempre volto, e sempre vou voltar.
Estou indo ali só pra você saber disso, e ter certeza, sabe?

Até logo."



9 comentários:

Andrey Brugger disse...

"meu amor, cuidado na estrada. E quando você voltar, tranque o portão, feche as janelas, apague a luz...e saiba que te amo".

Nesse sentido, doce o texto! :D

beijos, Fê!

Ju Fuzetto disse...

Lindo!!!!!


Quando o amor bate na porta é dificil trancar o coração!!!

Um beijo

grazi < disse...

"Eu descobri que preciso ir, porque você depositou todos os seus medos em mim e eu não consigo carregar sozinha. Se eu quiser ir lá na esquina, você vai me segurar e eu não quero mais cordas."
eu também não quero cordas =z
muito lindo o texto =]]

grazi < disse...

flor, queria saber como faço pra ser colaboradora do traço a traço.. pode me ajudar ? =]]

Luana Gabriela disse...

Fê, lindo esse texto.
Minha realidade é essa, ergui muros tão altos que o sol não bate...mas não sou perfeita meu muro tem buracos pelos quais podem me espiar um pouquinho e aquele olhar me assusta!!

Bjos

Luan Fernando disse...

Lindo querida, as vezes precisamos sair e libertar-nos dos muros, das coisas que nos prendem. Mas é difícil caminhar só, talvez possam dar as mãos e irem juntos, não precisa correr, devagar poderá exprimir cada detalhe e ganhar muito mais.

Beijos de Juliane

Fê Colcerniani Justo disse...

Lindo isso... Adorei

Bjs

Dai disse...

Fê,

Acho que a vida tem que ser muito disso mesmo, andar pelo prazer da caminhada, e partir só para que tenha a certeza do regresso.

beijo

Letícia Santos disse...

Nossa. Não sabia que tinha um texto meu aqui

=D

bem, que bom que você gostou =D

Beijo!